VII ENANCIB - Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação
    Home > Papers > Regina Marteleto
Regina Marteleto

Jovens e violência: construção de informações nos processos de mediação e apropriação de conhecimentos

Regina Marteleto
Universidade Federal de Minas Gerais

Aleixina Maria Lopes Andalecio
UFMG/CECOM - Divisão de Atendimento e Consultoria

     Texto Completo: PDF
     Texto submetido em: August 22, 2006

Resumo
Grupo de Trabalho (GT) 3: Mediação, circulação e uso da informação

Jovens e violência: construção de informações nos processos de mediação e apropriação de conhecimentos

Resumo
O trabalho apresenta um recorte de pesquisa, cujo objetivo geral é estudar como os jovens moradores de periferias das grandes cidades, na condição de sujeitos da informação, transformam os sentidos que circulam socialmente em formas discursivas e narrativas – o “terceiro conhecimento”-, revelando as ações de violência física e simbólica do Estado, da mídia, da escola e da sociedade, que concorrem para uma representação negativa de suas identidades. Fazem parte do campo empírico da pesquisa grupos de jovens ligados a projetos sociais de construção de mídias comunitárias, conduzidos por organizações não-governamentais. Empregam-se os conceitos de mediação e apropriação social de conhecimentos para estudar de que forma eles traduzem, em suas reservas simbólicas, as suas experiências de violência. A análise interpretativa, realizada com o emprego de instrumentos da metodologia qualitativa, aponta para um impasse simbólico e identitário desses jovens em relação a uma possível ação informacional sobre os contextos de violência nos quais se encontram inseridos.

Palavras-chave: Informação e sociedade; Jovens e violência; Conhecimento e sociedade

Abstract
This is a partial report of a research that aims to study how young people from big cities periphery, as information subjects, transform the meanings that surround in society as discursive and narrative forms – the third knowledge -, revealing physical and symbolic violence from State, media, school and society, that concur to a negative representation for his identities. The empiric field includes young persons that participate in community media construction projects, conducted by non-governmental organizations. The concepts of mediation and social knowledge appropriation are used for study how they translate their violence experiences to their symbolic reserve. The interpretative analysis uses qualitative methodology instruments and indicates a symbolic and identity impasse in a possible informational actions from young people on the violent contexts they live.

Keywords: Information and society; Youth and violence; Knowledge and society




    Saiba mais
    sobre
    o projeto...


Public Knowledge

 
Open Access Research
Home | Apresentação | Programação
Trabalhos científicos | Inscrições | Organização | Fotos
  Top